24 de abril de 2018

Ylu Brazil na Virada Cultural de São Paulo

No dia 20 de maio, a equipe Ylu Brazil - comandada por Afonsinho Menino - estará em três espaços públicos integrando a programação oficial da Virada Cultural 2018.

Estão agendadas 8 horas de oficinas para ensinar a arte de confeccionar o berimbau infantil, o xequerê infantil e o ganzá ecológico. Parceiros Ylu Brazil: Julio Nascimento e Joilson Nascimento.

Programe-se:

Centro Cultural Grajaú_CC Palhaço Carequinha: 
Rua Professor Oscar Barreto Filho, 252 - Parque America
10h às 12h - Oficina de Instrumentos Musicais - berimbau infantil

Centro Cultural da Penha: 

Largo do Rosário, 20 - Penha10h às 12h - Oficina de Instrumentos Musicais - ganzá ecológico

Itaquerão Arena Corinthians: 

Av. Miguel Ignácio Curi, 111 - Artur Alvim
10h às 12h - Oficina de xequerê infantil
12h às 14h - Oficina de berimbau infantil 


As oficinas são gratuitas! O participante aprende a fazer e leva seu instrumento pra casa!


Texto e arte:
Renata Gobatti

Sesc Pq D. Pedro II convida Afonsinho para ensinar a confecção de alfaia

As inscrições serão no local, a partir de 1/5
O percussionista e mestre artesão Afonsinho Menino vai ensinar todos os processos da produção de uma alfaia, do zero. A atividade se dará no Sesc Parque D. Pedro II, durante os quatro sábados de maio (5, 12, 19 e 26), das 10h30 às 13h. 

Afonsinho acumula uma experiência de três décadas, tocando, produzindo e fazendo manutenção em tambores de vários tipos, como a alfaia. Ícone do maracatu pernambucano, ela tem timbre característico e um ritmo marcante. 

Os participantes serão capazes de acompanhar passo-a-passo as coordenadas e terão toda assessoria necessária, findando a oficina com sua alfaia pronta! A atividade estimula a criatividade; desenvolve habilidades como inteligência espacial, coordenação motora fina, memória e concentração; e ainda melhora o fazer coletivo, promove a solidariedade e o bom humor ao aprender a construção do instrumento.

15 vagas (inscrição no Sesc Parque Dom Pedro II)

Link portal do SESC
https://www.sescsp.org.br/aulas/154370_CONSTRUCAO+DE+ALFAIA

14 de abril de 2018

Idosos do Sesc Osasco participarão da atividade Ritmo e Memória, com Afonsinho Menino

Atividade será realizada em quatro encontros
Entre abril e maio, idosos que frequentam o Sesc Osasco vão ter um grande oportunidade de participar da atividade Ritmo e Memória, com Afonsinho Menino. A oficina será realizada em quatro encontros, 18 e 25/4, 2 e 9/5 (quartas-feiras), das 15h às 16h30, ensinando a percussão básica a partir de um repertório saudoso dos anos de 50 e 60, de forma simples e divertida. 

Samba canção e bolero são dois dos ritmos que fazem parte da programação. E quem não lembra de sucessos como "Fica Comigo Essa Noite" e "Coração de papel"? A ideia é provocar essa memória musical e oxigenar o cérebro com um novo aprendizado. Participação especial de Sergio Turcão, músico e produtor musical, ex-integrante do Grupo Tarancón. 

Link do Portal do Sesc:
https://www.sescsp.org.br/programacao/151403_RITMO+E+MEMORIA


Texto e fotos: 
Renata Gobatti

FEVEREIRO: Afonsinho faz shows e oficinas no Itaú Cultural, Sesc Osasco e Fábricas de Cultura

Fevereiro foi muito carnavalesco e musical para o Projeto Ylu Brazil. O músico e educador Afonsinho Menino teve uma agenda lotada, com muitas oficinas e shows.

Foram atendidas cerca de 1.000 pessoas no Sesc Osasco nos quatro dias do carnaval. Cada dia, um instrumento diferente. Afonsinho e equipe, formada por Julio Nascimento, Carol de Santis e Joilson Nascimento, ensinaram o público a fazer eco-maraca, roda de chuva, ganzá ecológico e reco-reco de conduíte.

Os dois últimos finais de semana, 17, 18, 24 e 25 de fevereiro, foram no Itaú Cultural da Av. Paulista. Afonsinho Menino ensinou a confecção de xequerê e berimbau infantil, respectivamente. A atividade contou com intérprete de libras, permitindo a acessibilidade de pessoas com deficiência auditiva, como Guilherme Silvestre. Ele nos contou que além do aprendizado da confecção, conseguiu sentir a vibração sonora dos instrumentos, o que o deixou muito feliz.

Nos dias 17 e 18 também houve o show Zabumbando, uma festa brasileira com ciranda, bumba-meu-boi, boi-Tinga, marchinhas, cacuriá, coco e carimbó. O público ainda pôde curtir e interagir formando rodas, dançando e brincando com os bonecos alegóricos como cabeção de São Caetano de Odivelas (PA), a lagartixa Lorraine, o boizinho e a cobra grande. O grupo Zabumbando contou com a participação de Julio Nascimento (percussão), Sergio Paulo (sax) e Carol de Santis (brincante), sob comando de Afonsinho (voz e percussão).

Para completar, nos dias 20, 21 e 22/2, o educador esteve em cinco Fábricas de Cultura de São Paulo: Capão Redondo, Jardim São Luís, Vila Nova Cachoeirinha, Brasilândia e Jaçanã. Ele ensinou crianças, jovens e educadores a confecção do xequerê.

Texto e fotos: Renata Gobatti

25 de fevereiro de 2018

Purunga Afro Musical no Sesc Santo André

Durante três sábados de janeiro, 13, 20 e 27/1 (das 14h às 17h), o músico, percussionista, luthier de tambores e educador Afonsinho Menino levou ao Sesc Santo André a oficina "Purunga Afro Musical". 

Nas oficinas, os participantes aprenderam a construir e tocar três instrumentos de percussão afro-brasileiros feitos de cabaça: o xequerê, o berimbau e o tambor. 

A metodologia passo-a-passo permitiu que todos, mesmo sem experiência alguma, acompanhassem a atividade, realizando a construção no período de três horas e saindo com seu instrumento pronto. 

13/1: Xequerê
O xequerê consiste numa cabaça seca envolta por uma rede de miçangas. Para tocar o instrumento, basta agitá-lo de acordo com ritmo desejado. 

20/1: Berimbau

O berimbau, comum nas rodas de capoeira, é feito com cabaça presa na verga, esticada por um arame. Para extrair som, são usados uma baqueta e um dobrão (pedra), acompanhado do caxixi.

27/1: Tambor de Cabaça
O tambor é feito também de cabaça, couro e corda, e possui uma variedade de timbres, a depender do tamanho da purunga usada como corpo.

Fotos e texto: Renata Gobatti

4 de janeiro de 2018

Sesc Osasco convida Afonsinho para ensinar construir 4 instrumentos de percussão


Mão na massa! O ano novo começa bem no Sesc Osasco!

Agogô de ouriço
Durante os domingos de janeiro de 2018, mestre Afonsinho Menino vai ensinar a confecção e a percussão de quatro instrumentos.

- Dia 7, bongô cajon, das 13h45 às 16h45
- Dia 14, xequerê, das 13h45 às 15h15 e 15h45 às 17h15
- Dia 21, agogô de ouriço, das 13h45 às 15h15 e 15h45 às 17h15
- Dia 28, surdo ecológico, das 13h45 às 16h45

Vagas limitadas
Serão 90 pessoas atendidas durante essa atividade divertida e educativa. A metodologia passo-a-passo vai permitir que todos os participantes, mesmo aqueles sem experiência anterior, terminem a oficina com seu instrumento na mão e tocando ritmos como marchinha e samba enredo!

Para participar, serão distribuídas senhas 15 minutos antes de cada turma.

Surdo ecológico
A oficina Zabumbando os Carnavais - Construção de Instrumentos integra o projeto "O que é que a Bahia tem?". Trata-se de uma homenagem a cultura baiana por meio de uma programação especial que representa esse Estado brasileiro.


INSTRUMENTOS

Bongô cajon (ou bongô de praia)
O Bongô tem sua origem no Egito e Marrocos, modernizado e popularizado em Cuba. É composto por dois tambores unidos entre si, com tamanhos e timbres diferentes. Já o Bongô Cajon – variedade do Cajon (afro-peruano) – é feito de madeira, com uma divisória interna. Também é chamado de bongô de praia. Material: compensado, prego e cola.
Xequerê

Xequerê
Instrumento de percussão de origem africana. Consiste numa cabaça seca envolta por uma rede de contas. Usado em manifestações como umbanda, candomblé, maracatu, samba, entre outras. Material: cabaça, barbante e miçanga.

Agogô de ouriço de castanha-do-Pará
Formado por 2 a 4 campânulas de metal ou outro material cônico, com tamanhos e sons diferentes. Trata-se de instrumento africano, também chamado “gã”. Para tocá-lo, usa-se uma baqueta de madeira. Material: ouriço de castanha, parafuso, porca, arruela e madeira.

Surdo ecológico
Tambor cilíndrico de som grave, muito usado em escolas de samba. Sua função principal no samba é a marcação do tempo. Nesta versão, usaremos materiais alternativos, tais como bombona plástica, banner, arame e corda.

Para acessar a Programação no Portal do Sesc SP, clique aqui!


Texto e fotos:
Renata Gobatti

14 de dezembro de 2017

Afonsinho Menino disponibiliza vídeo-aulas de xequerê e tamborim para iniciantes

E aí, já planejou seu carnaval em 2018? Que tal brincar nos blocos de rua acompanhando a banda! Tem vontade? Vai aí umas dicas para já começar a se preparar!  

O xequerê ou agbê é uma ótima opção... O instrumento de origem africana está ganhando cada vez mais espaço em escolas de samba e nas bandas de marchinha.... além de já ser peça fundamental do pessoal que curte o maracatu!
Nesta vídeo-aula, o músico educador Afonsinho Menino ensina os toques básicos da marchinha, do olodum e do samba-enredo.


Tem também vídeo-aula de tamborim para iniciantes. Esse mini-tambor dá um brilho todo especial em arranjos de marchinhas, sambas e também no olodum. Pra quem quer se aventurar de forma segura, a dica é começar os exercícios de forma lenta e ir acelerando, sempre respeitando seu próprio processo de desenvolvimento. 

"Independente do instrumento que vai tocar, a prática é fundamental e a escuta também. Só assim vai ganhando repertório para tocar e criar seus próprios arranjos", afirma Afonsinho.

Não tem xequerê ou agbê? Quer adquirir um kit de tamborim com duas baquetas (madeira e nylon três pontas)? Encomende pelo ylubrazil@gmail.com ou no whatsapp 1198788-4666. 
Bora carnavalizar 2018!!!

Texto e fotos:
Renata Gobatti